espaço

A enorme massa sob o Pólo Lunar Sul pode ser um asteróide enterrado

Os dados examinados por uma equipe da Universidade Baylor, no Texas, apresentam uma singularidade: na área observada da cratera, a gravidade deve diminuir, mas aumentar. A explicação mais plausível é que o objeto responsável pelo impacto ainda está lá, quase intacto abaixo da superfície.